Conversa Brasileira

June 7, 2010

Working out 1: I’m just not feeling it.

Filed under: Videos — nathalie @ 8:57 am

Andréia and Leandro have been working out for quite some time, and guess who finally shows up at the gym? That’s right, Antônio. Sounds like he’s going to take another crack at getting into shape. Andréia and Leandro aren’t very sure he’ll stick it out, but the rest of us are cheering for Antônio to get back into the routine. The three of them talk up a storm and it’s a pretty nice Conversa Brasileira.

60 Comments »

  1. Poxa Andréia fala bem rapidinho! Como sempre eu adoro o uso de “rapaz.”

    Questões:

    1.) Leandro falou, “diga aí, Andréia.” Essa frase significa mais ou menos, “Whatcha say, Andréia” ?

    2.) Antônio falou, “Eu vou lá pegar e já volta.” Essa é bem difícil de entender pra mim. É mais ou menos, “I’ll go over there [and exercise] and I’ll be back.” ?

    Comment by Rudy Mikeska — February 24, 2011 @ 8:56 pm

  2. Tenho umas perguntas sobre algumas palavras e expressões nesse vídeo.

    -Pode dizer “cara” e “rapaz” para as mulheres também ou existe outras palavras mais adequadas?
    -“Tava cheio de coisa” significa “I was busy”?

    Existem muitas expressões que eu nunca acharia dizer como “estava cheio de coisa”, “bem pensado”, “não senti firmeza e “largar mão disso”. Vou tentar usar mais desses. Também, o verbo “tratar de” e “tentar” são um pouco difíceis para mim. Em português, “tratar de” significa “to talk, address, refer” que não é o mesmo no espanhol e “tentar” (sem preposição) significa “to try”. Que coisa estranha para minha cabeça cheia de espanol.

    Comment by Natalie Garza — February 25, 2011 @ 12:23 pm

  3. Pra Natalie: “cara” e “rapaz” só se fala pra um homem, mas mulheres têm palavras e gírias também. Eu gostei desse vídeo porque é interessante observar brasileiros falar sobre fazendo os exercícios. Normalmente, a gente ouve conversas mais normais do que os exercícios. Eu só tenho uma pergunta sobre “te mais”. O que isso?

    Comment by Marc Hernandez — February 26, 2011 @ 12:27 am

  4. Olha, acho que este video é a conversa mais brasileira que eu já escutei! Quantas coisas e palavras tão brasileiras! Adorei bora nessa! tá me cheirando a enrolada, conversa fiada, não senti firmeza. Adorei porque são frases que eu não posso formar com meu conhecimento de outras línguas. Essas são frases realmente brasileiras! Eu também percebi que ela falou “tô” para falar “estou”. Uma coisa que eu não entendi foi algo que o rapaz disse: “Ah, já tá é forte, hein? aí não deu para entender! O que é isso?

    Comment by Erika Marcela Ocampo — February 26, 2011 @ 11:45 pm

  5. Como é que se usa embora? Cara é comum só no Rio? E também acho que Valentino tem que fazer um playlist com canções brasileiras! Ele sempre sabe de canções e eu gostei muito das que ele mostrou pra a gente em sua aula.

    Comment by Jackeline Neira — February 27, 2011 @ 11:06 pm

  6. Eu gosto de novo vocabulário como “malhar” que quere dizer muitas coisas como “levantar pesas” e “fazer abdominais”. Eu aprendi muitas novas frases como “tô malhando muito”!

    Comment by Marcy Rodriguez — February 28, 2011 @ 12:31 am

  7. Eu também gosto a palavra de ‘malhar’. Pode ser outra forma de dizer ginástica. Também o que é ‘hein’?

    Comment by Nancy Benitez — February 28, 2011 @ 12:42 am

  8. Questões:

    “já tá é forte”, é dizer já está é forte?

    Comment by John Reyes — February 28, 2011 @ 12:44 am

  9. Leandro falou “Que milagre você aqui”. Para mim, é muito estranho que essa frase não tem um verbo. É possível eu dizer “que milagre QUE você ESTÁ/ESTEJA aqui”?

    Comment by Christine Wu — February 28, 2011 @ 1:03 am

  10. Eu acho engraçado que eles não prestem muito atenção ao musculação e só conversa. É realmente assim!
    Tenho duas perguntas:
    Porque ela falou, “Vai chover hoje, rapaz?” É tipo de “porcos estão voando” (em inglês, claro)?
    O que significa “vixe?”

    Comment by Meleena Loseke — February 28, 2011 @ 1:12 am

  11. Minha composição ficou muito chata! Não sabia que fazer exercício é malhar. Também, é interessante como eles dizem “eu tô aqui já uns seis meses” pra falar do tempo de eles indo a academia. Sempre estou pensando em espanhol, preciso largar mão disso! Vamos embora, vamos nessa e ‘bora nessa são expressões que preciso usar mais.

    Comment by Cesar I. Taboada — February 28, 2011 @ 1:23 am

  12. Este clipe é ingraçadinho! Eu gosto muito da interação entre as pessoas, mostra bem o ambente social do ginásio.

    Gostaria de saber mais sobre a frase “vai chover”, também que dissem que aparece no espanhol. Eu não conheço essa frase no espanhol.

    Também é muito raro ouvir a frase “que passa” no português. Nunca tinha ouvido isso antes.

    Comment by Georgia — February 28, 2011 @ 1:33 am

  13. Andréia fala com muitos adornos, né? Isso ajuda para aumentar a personalidade na fala dela. Ela está mesmo chéia de enêrgia, repetindo a frase, “’Bora nessa!” O pop-up commentary ajudou muito com esse vídeo e umas frases estranhas (vendo pela primeira vez). “Vai chover hoje!” foi um bom exemplo disso. Tambem, “Tá me cheirando a enrolada.” No commentário sobre essa frase, eu achei interessante a frase, “Cair na historia.” Então, os commentários são interessantes tambem. Eu achei interessante que o Leando usou o diminutivo para expressar um sentimento de menosprezo—“Não acredita nessa conversinha…”
    Antônia diz, “Eu até que vinha aqui antes…” O que quer dizer essa frase?

    Comment by James Lander — February 28, 2011 @ 1:43 am

  14. Achei o jeito de falar de Andreia coloquial de mais, pelo menos para mim, pois não deu mole acompanhar o que ela falou. Outra coisa esquisita pra mim foi a frase “malhando”, procurei a tradução direita para atingir com um melhor entendimento e encontrei que “malhar = strike” (as a labor strike) e “malhando = working out” o ficou confuso como o verbo antes de ser conjugado tem um significado muito diferente.

    Comment by Bernardo Sanchez — February 28, 2011 @ 1:56 am

  15. Leozinho falou “pois é” no fim do clip. Eu ja ouvi algumas vezes “pois é” mas não entendo direito o que exactamente significa essa frase. Parece com “yeah” em inglês… mas tenho certeza não.

    Comment by Bryan Lee — January 28, 2012 @ 1:01 pm

  16. Antonio me lembra de o meu mesmo. Ja faz umas duas semanas que fui ao ginasio. Estou sentindo un pouco preguicoso. Depois de malhar quase tudos os dias desde que tinhia uns 13 anos ja me estou cansando de ir tudo tempo. O outro problema que tenho e que tambem estou cheio de coisa, nao tenho o tempo para poder fazer muito entao cuando tenho tempo livre o quero passar relaxando. Mas ja na segunda-feira vou voltar ao ginasio como antes, isso e depois de estudar o Portugues por duas horas e meia por dia..Parece que ainda vou estar cheio de coisa, mas e a vida..Desculpa por nao usar os acentos sao dificeis para fazer no meu computador.

    Comment by Samuel — January 28, 2012 @ 8:02 pm

  17. Bom, tenho uma pergunta só. É comum que as pessoas interrompam uns aos outros dessa forma na fala brasileira? Toda vez que alguém começa a falar a pessoa que estava falando primeiro não tem tempo de terminar sua sentença. Talvez seja cultural, mas acho que é um pouco “rude,” não é?

    Comment by Erick Rodriguez — January 29, 2012 @ 5:46 pm

  18. explique quando o brasileiro usa a palava “firme” e quando se usa “duro”. Seems weird in English that I am firm.
    Como se fala “I’m ripped!”?

    qual é a diferença entre vixe e vixx?

    Se trata de … = when it comes to?

    Comment by daniel heron — January 29, 2012 @ 8:15 pm

  19. Eu gosto aprender novas formas de gíria do Portugues. Eu estou intrigado por a frase “fazer bicicleta” e como fazer tem muitos significados. Eu queria saber se ha mais significados do fazer? Eu tambem quero saber das outras situações em que pode usar a frase “intercalo”. Pode usar quando alguien quer, por exemplo, parar de beber, ou cambiar sua vida de outra forma?

    Comment by Taryn Davis — January 29, 2012 @ 8:48 pm

  20. Antonio disse: “Eu até que vinha aqui antes”. Entendo o que ele esta dizendo, mas não entendi porque ele colocou um “que” nessa frase. A tradução seria: I even (that/which) came here before? Que confuso!

    Comment by Alejandra Spector — January 29, 2012 @ 9:15 pm

  21. Eu ouvi a explicaçao do “‘Bora nessa” e ainda não entendo o que e “simbora” “vambora” o que são os prefixos dessas palavras?
    Tambem ache diferente o como ela fala “fazer natação” e isso, e forma diferente de dizer ese tipo de coisa.

    Comment by Sandra Cornejo — January 29, 2012 @ 11:09 pm

  22. Eu achei interessante como Andréia e Antônio falaram “já tô aqui há uns seis meses” e “eu passava aqui umas duas vezes por semana”. Na explicação da frase “vai chover hoje”, ele disse “quando uma pessoa se propunha fazer uma coisa…”, mas como você sabe usar se propunha em vez de apenas propunha? Também, o Leandro falou pro Antônio “você deveria começar aqui”. Sempre fico em dúvida entre deve, devia, deveria…

    Comment by Megan Logan — January 29, 2012 @ 11:20 pm

  23. Pobrecinho Antonio: Parece que eles eram céticos sobre a atividade de Antônio no academico. Mas, a ei Antônio disse: “tava cheio de coisa” , antes Andréia disse: “Cheia de energia”. Eu compreendo a manera que a Andréia usa a palavra, mas o Antônio disse literalmente em Inglês: “I was full of things”. Interesante.

    Comment by Diane Enobabor — January 30, 2012 @ 1:17 am

  24. É um vídeo muito engraçado de como Leandro e Andreia criticam é estado físico do Antonio. No final mostra que muitas expressões de crítica construtiva, como “conversa fiada.” Andreia disse no final “beleza” é comum falar-se assim como o prazer?

    Comment by Karla Trochez — January 30, 2012 @ 1:35 am

  25. “Uma Desculpa” em português quer dizer “an excuse” e em espanhol “desculpa” é tipo “sorry” então quando estava no Brasil, essa era uma palavra que não entendía bem o contexto e poderia ser meio confuso pra pessoal que tambem fala espanhol.

    “Tá me cheirando a enrolada” é tipo “something’s fishy”. Também têm outras maneiras de usar a palavra enrolar. Eu escutei a palavra em vários contextos mas não tenho certeza de que outras maneiras da pra usar.

    Comment by Marely Zamarron — January 30, 2012 @ 1:47 am

  26. Gostaria aprender a história da frase “dá licença”. Acho que e uma manera interesante dizer “excuse me”. Também posso intercambiar as frases descupla e dá licença? O têm sentidos diferentes?

    Na cultura Brasileira é comum falar com as palavras feas como na Espanha? No video tem fiada que é “bullshit” em inglês y acho que é interestante usar esta palavra assim. Ou é o sentido de fiado não muito forte?

    Comment by Wade Tomlinson — January 31, 2012 @ 6:30 pm

  27. Neste video, eu aprendei mais frases coloquial que os brasileiros usam, como “vai chover!”. Eu aprendi uma palavra mais curta para dizer “fazer exercicios” – “malhar.” Eu acho que “malhar” é melhor porque “fazer exercicos” pode ser longa e repetitiva.

    O frase, “comecei faz uma semana,” é interessante porque algumas das palavras estrutural são eliminados, mas o frase é ainda bom. Quando pode tirar palavras, como “que,” e reorganizar o frase enquanto mantendo o significado?

    Comment by Asal Naderi — January 24, 2013 @ 1:20 pm

  28. Eu gostei deste vídeo muito mais do que o outro video, eu acho que eu aprendi muito mais palavras coloquiais. Por exemplo, “malhar” para fazer exercício, ou “vai chover” para “o que uma surpresa!” Eu pensei que este vídeo foi interessante.

    pergunta:
    A palavra ‘Cara’, se pode usar com tudos? Os homens e mulheres?

    Comment by Aaron Dickinson — January 24, 2013 @ 4:26 pm

  29. Tenho duas dúvidas: Como funciona a frase “já [es]tá é forte”. Eu entendo a frase em geral, entendo o que significa, mas não sei porque essa construção é possível.
    A outra dúvida é isso: No vídeo eles falaram “umas duas vezes” e “uns seis meses”. Eu achei que uns / umas significa “some / a few”, mas não é possível neste contexto. Talvez signifique “approximately”. É linguagem muito coloquial ou é possível usar “umas duas vezes” num texto formal?

    Comment by maria hardt — January 24, 2013 @ 9:08 pm

  30. Obrigada por fazer estes vídeos parte de nossa aula. Estou aprendendo muito de como os brasileiros realmente falam e não só sobre a linguagem escrita.

    As palavras rapaz e cara são usadas para um menino/homem, mas eu também gostaria saber quais são as palavras usadas para uma menina/mulher?

    Comment by Eréndira — January 24, 2013 @ 10:48 pm

  31. Gostaria de saber as diferentes usas do verbo “dar,” como no contexto da frase neste vídeo — “Não dava pra aparecer aqui…” Sei que a significa é — “There was no way I could come here…,” mas ouvi esse verbo em outras frases e sempre pensei que a significa é “give” em inglês, mas não é sempre assim como na frase no vídeo. Também, essa explicação do verbo “fazer” no PDF é muito bom, mas ainda é pouco complicado. Pode se explicar na aula pra gente, por favor?

    Comment by Kyle Harper — January 24, 2013 @ 11:11 pm

  32. Então, pode-se explicar alguns frases? A moça diz ‘vai chover?” quando o cara chega para dá lhe um abraço. Eu entendo o sentido mas gostaria saber o que quer dizer. Também, no ultimo parte da conversação, quando o cara que está a malhar disse “ta me cheirando a enrolada.”

    Comment by C. Daniel Guerra — January 24, 2013 @ 11:17 pm

  33. Eu acho a diferença entre “andar de bicicleta” e “fazer bicicleta” é muito interessante. Eu não conhecia que um verbo pode mudar o substantivo. Eu muito gosto de frase “‘bora nessa” também.

    Comment by Lizzy McKinnon — January 24, 2013 @ 11:32 pm

  34. Eu aprendi varias palavras e frases novas nesse vídeo. Por exemplo, eu não sabia o que significava “malhando” nem “fiada”. As frases que eu não reconheci eram “Bora nessa” e “largar de mão”. A frase “conversa fiada” também era nova para mim.

    Comment by Maria Arrellaga — January 25, 2013 @ 12:22 am

  35. Eu quero perguntar: o que é a definição da expressão “pois é”? Os meus amigos dizem esta frase muitas vezes, mas não sei a significa. Parece uma expressão muito popular. Acho que algumas expressões em português são muito interessantes porque elas não são literais. Por exemplo, a significa da expressão “lagar de mão” é simplesmente “desistir” e não é remover o mão duma pessoa. Os chineses também têm muitas expressões estranhas assim.

    Comment by Elie Wu — January 25, 2013 @ 12:24 am

  36. Eu gostaria sabero que é a definição da palvara malar. A palavra é usada em frases como, malhando bastante.

    Comment by Denise Sanchez — January 25, 2013 @ 2:56 am

  37. Eu gostaria que você explicara as palavras rapaz e vocativo. No video explicam a palavra rapaz em termos de vocativo, mais ainda não entendo.

    Comment by Laura Fuentes — January 25, 2013 @ 10:30 am

  38. Nossa, as coisas gramaticais…agora preciso lembrar que são duas maneras de “faz uma semana”?! E ademais, essa forma de “toda”? Achei que pude usar todo e tudo correto a maioria do tempo, mas ainda não endendi tudo de quando pode usar essa forma nova. xP
    Não foi no video, mas as vezes ouvi “irmão” como “cara.” Isso é comun no Brasil, ou talvez só na area de Minas Gerais?
    Também, acho que um outra palavra usado como olha é aqui, como “aqui, vai ir pro centro hoje?”

    Gosto da gíria! Quero aprender mais!

    Comment by Jenna Tipton — January 22, 2014 @ 4:50 pm

  39. Eu gosto do fato que ofereçam muita informação sobre as gírias dos brasileiros. Por exemplo, a palavra “rapaz,” ou “cara” ou os ditos como “conversa fiada” ou “cheirar a enrolada.” Eu acho que é importante saber essas coisas do vocabulário para conversar com a gente. Eu quiser falar em português como eu falo agora em inglês com meus amigos.

    Comment by Brittany Weinstein — January 22, 2014 @ 4:50 pm

  40. Nossa! Quantas gírias! Adorei! E quero aprender mais!

    Tenho uma pergunta da frase “faz tempo” ou “faz uma semana”.. Notei muitas pessoas falar “fazem duas semanas” ou “fazem sete anos” etc., mas eu sempre achei isso errado. O verbo fazer é sempre “faz” a pesar de referir a uma semana, ou duas semanas, ou cem anos?

    Comment by Michelle DuBois — January 22, 2014 @ 5:06 pm

  41. Haha me identifico muito com o Antônio. Eu e minha colega de quarto todo dia fala “hoje, a gente vai na academia” mas todo dia a agente não acaba indo por causa da preguiça. No Brasil, todos os meus colegas iam e eu também ia… no inicio, mas acabei deixando de ir na academia para fazer outras coisas. É bem difícil continuar indo para malhar durante o semestre porque tem trabalhos para fazer, tem que estudar muito e tal.

    Comment by Olivia Baker — January 23, 2014 @ 10:49 am

  42. Eu também sou muito parecida com o Antônio: fico sempre dizendo que preciso de malhar, que quero malhar mas no final não faço nada! Eu ainda não estive no Brasil, mas estudei um pouco em Portugal, então noto muito a elongação da sílaba tônica na fala brasileira. Tão lindo o som! Na conversa eles usam “há” e “faz” para falar do tempo: “estou aqui há seis meses” “faz um mes que estou aqui”..existe alguma regra/tendência que determine isso ou só depende de construção da frase? Gostei muito da expressão “fazer musculação!”, foi nova para mim.

    Comment by Sydney Briggs — January 23, 2014 @ 1:59 pm

  43. Me pareceu interessante como nesse vídeo falaram tudo com tá, té e tô. Falaram com muita gíria e muitas frases que eu não tinha escutado antes mas fizeram sentido quando eu escutei, por exemplo “tá me cheirando a enrolada.” Eu já tinha escutado “vixe” e “bora nessa” mas eu ainda não compreendo o significado dessas frases.

    Comment by Adria Fernandez — January 23, 2014 @ 5:23 pm

  44. No vídeo eu ouvi muitas palavras (formas diminutivas) que antes não escutei. Por exemplo, “tava complicado” em vez de “estava” e também “é!! ‘bora nessa, rapaz!” em vez de embora. Eu acho interessante que havia tantas palavras assim e talvez seja parte do contexto – se alguém está no ginásio eles quiserem falar mais informal que normal?

    Comment by Charles — January 23, 2014 @ 6:27 pm

  45. Eu não entendo direito o uso de embora. Ouvi muito o uso de “vamos embora” no Brasil, mas eu gostaria de ter uma definição um pouco mais compreensiva dessa palavra.

    Comment by Randy Helmcamp — January 23, 2014 @ 6:46 pm

  46. Eu estou pensando se é possivel que a frase “vai chover” possa ter significados diferentes dependente da região, porque talvez a chuva seja mais comum numa parte do que outra? Mas alem disso, me fica feliz que tem outra palavra para fazer exercícios, porque eu somente sabia isto e treinar.

    Comment by Sam Hagan — January 23, 2014 @ 7:48 pm

  47. Os dois vídeos estão cheios de gírias e expressões idiomáticas! Eu sou como a Olivia. No início do semestre prometo a mim mesma que vou malhar na academia da UT, mas só malho nas duas primeiras semanas e depois não consigo ir pra academia por causa da quantidade de trabalhos e provas na escola. Como a moça do vídeo, eu também tenho um problema no joelho e por isso devia fazer exercícios para fortalecer a coxa, mas quase nunca faço. Pra falar a verdade, eu não gosto de malhar sozinha e prefiro exercícios em grupo. Agora eu estou procurando uma bicicleta pra comprar!

    Comment by Rebeca Vianna — January 23, 2014 @ 7:58 pm

  48. Eu sempre estou malhando na academia o correndo depois da aula. Do vocabulario eu quero saber a diferença entre a academia e o ginásio? A expressão “vai chover hoje” é interessante…a chuva não é nada surpreendente. A palavra “rapaz” se pode usar com as mulheres também? Por que na frase “eu até que vinha” têm que dizer “até que” para expressar o imperfeito quando já temos “vinho” no imperfeito também.

    Comment by Olivia Wiley — January 23, 2014 @ 8:37 pm

  49. Eu gostaria de aprender El contexto em qual se pode usar a frase “vai chover hoje”. Do contexto da conversa eu entendi que indica que é um milagre que o Antonio estava no ginásio, mais eu não sei si tem uma conotação positiva o negativa? Também quero saber o que significa rapaz. Esso é com dizer amigo?

    Comment by Isabel Suarez — January 23, 2014 @ 8:59 pm

  50. Eu gostei muito do uso de a palavra rapaz neste vídeo, mas eu fiquei um pouco confusa no final da conversação. Na parte do final quando falam “não senti firmeza” e “conversa fiada,” eu não entendi se eles não acreditavam que Antônio voltaria para falar com eles ou se ele realmente ia fazer exercício.

    Comment by Edna Rangel — January 23, 2014 @ 9:06 pm

  51. Eu gosto muito deste video! É muito engraçado! Eu sou como Antonio. Eu sempre acho que vou malhar todos os dias, mas eu fico com chato depois de 15 minutos de malhar. Eu acho que é interessante que Andreia se chama Leondro, “Leaozinho”. Eu nao soube que “Leazinho” foi um apelido para o nome “Leondro”. É gosto desse apelido porque eu se chama meu cachorro “Leaozinho”.

    Comment by Allison White — January 23, 2014 @ 9:36 pm

  52. Eu gosto muito de aprender as giras que são nesses videos! Hoje, a frase “não ‘bora nessa” especialmente agarrou meu atenção (grabbed my attention, ou há uma gira para isso também?). Eu sinto como há muitas maneiras para dizer frases diferentes e esses videos me ajudam aprender e entender mais do que se eu iria solenemente ler de um livro.

    Comment by Mercedes Ballard — January 23, 2014 @ 10:11 pm

  53. Primeiro, de agora em diante eu quero me chamar Leozinho. Gosto esse apelido. Segundo, eu odeio o academia. É chato demais e cheira mal. Eu só posso malhar fora. Gosta correr, andar de bicicleta, jogar tênis, qualquer coisa mas ir a academia.

    Comment by Leon Leid — January 23, 2014 @ 10:28 pm

  54. Eu achei o uso do verbo “malhar” foi interessante e é verdade que este verbo é comum no Brasil hoje em dia. É muito engraçado porque esta segunda passada, estava falando com um grande amigo que mora no Brasil e quem vai para a academia todo dia da semana (exceto o fim de semana). Falamos sobre esta diferença entre “malhar” para “work out” e “malhar” para “to criticize (people).”

    Comment by Lauren Dow — January 23, 2014 @ 10:28 pm

  55. Algo que me chamou muito a atenção foi a abreviatura da conjugação do verbo “estar.” Por grande parte do video, os atores utilizam a forma abreviada do verbo, como “tô, tá, tava.” É interessante porque se escuta que os acentos deles são diferentes e igual utilizam a mesma abreviatura. Dá-me a impressão de que essa forma de dizer a conjugação do verbo estar é a nível nacional, e não simplesmente uma pronúncia regional.

    Comment by Marcos Barrera — January 23, 2014 @ 11:59 pm

  56. Andrea usa bastante diria -quero aprender falar tão fluente assim. Também, agora eu tou percebendo como eles falam o mesmo tempo verdade como falamos na aula passada -nunca fiz atenção antes!

    Comment by Sara Diamond — January 24, 2014 @ 12:23 am

  57. Acho interessante como os Brasileiros frequentemente usam a frase “fazer + uma coisa” em vez de um verbo concreto. Por exemplo, em lugar de dizer algo como “andar de bicicleta estacionária”, que parece muito formal em português, os Brasileiros falam “fazer bicicleta.” Em inglês, dizer “to do” em vez de um verbo que atualmente descreve a ação as vezes parece estranho. Por exemplo, “fazer uma caminhada” dá em português, mas “to do a walk” não faz sentido em inglês.

    Comment by Diana Pop — January 24, 2014 @ 12:59 am

  58. eu adoro essa site, porque eu to aprendendo as frases que eles usam que eu nunca escutei (o entendi) até agora como essa “largar mão disso” ou “conversa fiada”

    Comment by trevor partney — January 24, 2014 @ 1:24 am

  59. É interessante ver o uso de Tá Bom contra Tá Bem em situações informais. Eu sempre uso Tá Bem, mas estou inseguro se isso é incorreto. O uso de repaz também é interessante porque pode variar a partir do contexto que é utilizado dentro

    Comment by David Cervantes — January 24, 2014 @ 1:54 am

  60. Eu nunca ouvi falar a expressão “vai chover hoje”, e tou pensando que os brasileiros falam isso para expressar sorpresa… É verdade? Isso também é a primeira vez que eu ouvi a palavra “malhar”. Gostei muito do vocabulário novo!

    Comment by Christine Molina — January 24, 2014 @ 2:05 am

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a comment

Brazilpod  |  2020-06-05, 04:43:48 PM