Conversa Brasileira

March 5, 2012

Directions 1: Tô perdido – I’m lost

Filed under: Videos — nathalie @ 2:12 pm

We’ve all been in the same situation as Alexandre, ‘Acabei de chegar. Tô perdido.’ (I just arrived. I am lost). Fortunately for Alexandre, Lucas is not only willing to help him out, Lucas will even take him to the place he needs to go. And whay not? We all sympathize with others because we know what if feels like to be in a new place and to be a bit disoriented too. No doubt Alexandre made it to his orientation meeting, and along the way he had a great Conversa Brasileira.

52 Comments »

  1. o que é o que é “doutourado”?

    Comment by Bryan Lee — March 20, 2012 @ 6:45 am

  2. “cara”? quando posso usar isso?

    Comment by Magdalene — March 20, 2012 @ 11:17 am

  3. Na frase “tô chegando agora” usam a palavra “agora” sem significar agora. Quais são outras frases nas que pode usar agora sem significar agora pronto?

    Comment by Taryn Davis — March 20, 2012 @ 2:15 pm

  4. vamo nessa – let’s go in this? What would be a good phrase to match this up to in English?

    chegar até lá – It is so hard to me remember in Portuguese they say “arrive until there” while in English we say “get there”

    Comment by asiago — March 20, 2012 @ 6:40 pm

  5. Na aula podemos discutir as diferencias entre ser, estar e ficar? Tambem o jovem corta as palavras. Estou muda a tô e está muda a tá? Não compreendia as palavras para as direções.

    Comment by Wade Tomlinson — March 20, 2012 @ 8:42 pm

  6. Nunca escutei “bora nessa” no Rio Grande do Sul. Isso é algo regional?

    Comment by Alejandra Spector — March 20, 2012 @ 9:15 pm

  7. Fico confuso, Orlando! É normal, na fala, contestar “Tudo joia” depois de “tudo bem” ?

    Também, eu acho que seria legal pra a gente falar na aula sobre todas as contrações prepositivas do português…

    Comment by Christian J. Avilés — March 20, 2012 @ 10:00 pm

  8. Gostei muito de como a Denise(?) fala “Opa!” no pop-up. Usa o “o” fechado e o disse de uma maneira mais curta, que é muito diferente de como falam os homens no video. Tem que ver com a idade dela, ou talvez é regional?

    Comment by Erick Rodriguez — March 20, 2012 @ 10:58 pm

  9. Você pode usar “Tudo Jóia” em conversas formais?

    Comment by Karla Trochez — March 21, 2012 @ 12:29 am

  10. “Opa, fala” soa como algo que falam os jovens e nao tinha ouvido “bora nessa” ate agora.

    Comment by Alexis Quintanilla — March 21, 2012 @ 12:34 am

  11. Eu não entendo porque os brasileiros não usam números ordinais? No entanto, parece mais simples!

    Comment by Claire Dempster — March 21, 2012 @ 12:40 am

  12. Não entendí por que dizem “pro que”. Entendo que é para+o mas não entendo por que usam um “o” masculino depois de para em vez de so dizer para ou pra…

    Comment by Vivian Graves — March 21, 2012 @ 12:45 am

  13. Quando estava no Brasil, eu não sabia como conjugar o verbo “dizer” então sempre usava o verbo “falar” para dizer tudo, e ninguém me corrigiu. Pode usar o “falar” em vez de “dizer” para tudo?

    Comment by Marely Zamarron — March 21, 2012 @ 1:11 am

  14. O que chama atenção neste clipe é o uso da frase ‘Cê sabe?’. Uma forma bem simples e útil pra colocar enfase em alguma duvida, “‘ta entendendo?” Achei curioso

    Comment by Ricardo — March 21, 2012 @ 10:56 pm

  15. Quando ele diz “cara”, ele está dizendo uma forma de “hey you”?

    Eu gostei do início da conversa porque era um pouco informal. Acho que saudações em ingles são mais formal, como “Excuse me, could you help me…” Em Português, é mais amigável.

    Comment by Asal Naderi — March 18, 2013 @ 11:41 am

  16. Pode explicar a frase “acabei de chegar”? Eu entendo mais ou menos a significa dessa frase, mas quando meu mente de ingles traduz essa frase eu penso, “I finished arriving.”

    Comment by Kyle Harper — March 19, 2013 @ 2:47 pm

  17. O que é o origem da palavra “opa”? Ela é português ou como a palavra grega? Eu não soube que você pode usar a contração “pro” ou “prum/a”. São estas contrações menos comum do que “pra”?

    Comment by Lizzy McKinnon — March 19, 2013 @ 8:30 pm

  18. Quando pessoal fala de “cara” isso seria como dizer “dude” em inglês, né? Alexandre fala cara muito. É mais comum falar isso em específicas regiões do Brasil? E tem outros slangs também não é?

    Comment by Maria Arrellaga — March 19, 2013 @ 10:10 pm

  19. Eu tenho duas perguntas sobre o vídeo.
    1) Lucas diz “eu devia falar” é a Guadalupe. Porque ele usa “dever” no pretérito imperfeito? Pode dizer “deveria”?
    2) Alexandre pergunta “Onde a gente tá, exatamente?” em vez de “Onde está a gente?” Pode usar a pergunta segunda, ou não porque a forma é incorreta?

    Comment by Elie Wu — March 19, 2013 @ 10:53 pm

  20. ele fala de cara, o que significa isso?

    Comment by Denise Sanchez — March 20, 2013 @ 1:54 am

  21. aparece que alexandre não conhece alex – por que lhe chama “cara”?

    Comment by maria hardt — March 20, 2013 @ 7:33 am

  22. por que ela diz “espero que eu ache”? e que significa moço?

    Comment by maria hardt — March 20, 2013 @ 7:37 am

  23. O cara disse “vamo nessa”, a gente pode dizer “vamo” em vez de “vamos”? Tambem gostaria saber porque ele diz “nessa”?

    Comment by Laura Fuentes — March 20, 2013 @ 9:07 pm

  24. Este vídeo foi diferente porque acho que é o primeiro vídeo que a gente pode ver sem dúvida que os atores estão na Universidade—(e bem perto da nossa sala de aula!) Gostei das frases mais informais como “opa, fala!” e “vamo nessa.” Também, sabia sobre a palavra “pegar” e o uso comum com as direções, mas aprendi de “sair” e “cair.” Finalmente, é verdade que muitas vezes os brasileiros estão dispostos a levar uma pessoa que está perdida. Acho que isso é um exemplo da parte carinhosa da cultura brasileira. :-)

    Comment by Lauren Dow — February 22, 2014 @ 12:44 am

  25. Esse vídeo é muito interessante e útil! Como é fácil se perder quando acabamos de chegar em algum lugar! Acho importante aprender os termos “continua na”, “onde a gente tá?”, “você tem que seguir aqui”, “é muito perto?”. Com essas expressões fica bem fácil pedir informação na rua.

    Comment by Rebeca Vianna — March 2, 2014 @ 9:51 am

  26. Eu me lembro minha primeira vez recendendo direções em Brasil. Eu me surpreendi porque quando o homem disse-me como para ir á praia, eu não tive uma qualquer idéia de que ele esteve falando sobre (nesse momento eu não falei/entendi português muito bem). Assim, quando eu comecei caminhando onde eu acho que ele disse para caminhar, eu pensei para mim “Não há maneira que ele disse para ir essa maneira.” E aí, como cinco minutos mais tarde, eu cheguei na praia para ver meus amigos! Eu fiz-lo!

    Comment by Mercedes Ballard — March 2, 2014 @ 12:09 pm

  27. Acho que este video é muito importante. Eu gostei de aprender sobre os verbos que usa com as direções–em particular os com os verbos. Eu não entendo muito quando sabe se o gerúndio está significando um evento do passado que é completo ou um evento que é do presente.

    Comment by Brittany Weinstein — March 2, 2014 @ 5:33 pm

  28. Pra mim esse vídeo é muito útil pra saber como pedir direções. Também eu adoro que os brasileiros levam uma pessoa perdida a onde querem ir. Que coisa mais linda!

    Comment by Leon Leid — March 2, 2014 @ 6:28 pm

  29. Gostei do video, porque algo como essa sitacao ocorreu comigo quando estava no Rio de Janeiro. Fiquei perdida, buscando pelo ponto de omnibus quando um idoso me aproximou, perguntando se eu presicava de ajuda, e eu falei que, “sim, to perdida!” E ele me levou ate o ponto, e a gente conversou o tempo todo sobre a vida carioca.

    Comment by brittany dunne — March 2, 2014 @ 6:33 pm

  30. Já ouvi “vamo lá” e “vam’bora”, mas nunca “vamo nessa”. Gostei. Eu também gosto do que os brasileiros leva uma pessoa até o destino se der tempo. É MUITO mas fácil assim, como me perco bastante!

    Comment by Michelle DuBois — March 2, 2014 @ 7:46 pm

  31. Acho muito engraçado que o Lucas usa muitas palavras que só são conhecidos pelos alunos e professores da UT. Ao saber que Alexandre está chegando do Brasil, acho que se fosse eu, teria tentado usar umas palavras mais comuns para dar direção. Usando “The Drag” ou “Woodridge Building” é apenas para pessoas que já se encontram na universidade e conhecem o campus. Ao final, foi muito legal do Lucas levar ao Alexandre até o escritorio de estudantes internacionais.

    Comment by Arianne Moran Matheus — March 2, 2014 @ 8:48 pm

  32. Eu queria ter algúem assim quando fui pro international office pela primeira vez. E adoro esse sotaque dele, me lembro muito do sotaque da minha mãe hospedeira.

    Comment by Olivia Baker — March 2, 2014 @ 8:52 pm

  33. Eu acho engraçado como o homem falou “cara” para o rapaz. Isso é uma palavra regional? Já ouvi as pessoas que falam “rapaz” mas cara é uma palavra nova para mim. O rapaz tem um acento interessante porque primeiro falou “drag” com acento americano, e depois começou falar mais como “drage” com acento brasilero.

    Comment by Christine Molina — March 2, 2014 @ 8:58 pm

  34. Eu achei foi interessante ouvir sobre como é explicar direções em quanto há palavras para ruas e lugares que são diferentes do que os nomes deles escrito num mapa – por exemplo : the drag = Guadalupe

    Comment by Charles Wight — March 2, 2014 @ 9:15 pm

  35. Achei interessante que Lucas disse “vamo lá” sem a “s”. Acho que esse é comum em espanhol. Também notei a usa das palavras “cara” e “rapaz” na conversa. Será as mulheres também usam palavras como essas para referir a outras pessoas na conversa, ou é mais comum para os homens?

    Comment by Diana Pop — March 2, 2014 @ 9:20 pm

  36. Eu nunca aprendi a dar direções, então achei interessante escutar esse vídeo. Acho que as direções que o cara deu foram péssimas. Gostaria de aprender as palavras básicas para dar e pedir direções, já que eu irei para a copa do mundo e tenho medo de não saber me expressar.

    Comment by Adria Fernandez — March 2, 2014 @ 10:02 pm

  37. Eu gostaria de falar mais sobre as maneiras de obter atenção. Eu notei muito neste vídeo o uso da palavra “cara.” Eu não sei o que significa isso.

    Comment by Randy Helmcamp — March 2, 2014 @ 10:05 pm

  38. quando cê usa “opa”? Só ouvi “opa” por sorpressa. E pode usar “vamo” em vez de “vamos” em outro casos, ou só quando falando “vamos lá”?

    Comment by Jenna Tipton — March 2, 2014 @ 10:41 pm

  39. Notei que ele disse, “Tem a drag there.” Eu estou querendo saber se isso foi um erro a dizer “there” em vez de “ahi,” ou se é normal?

    Comment by Edna Rangel — March 2, 2014 @ 11:07 pm

  40. Com respeito ao conteúdo do video, eu notei que o cara com chapéu, já quase ao final do mesmo, diz: “se você quiser, eu te levo”. Foneticamente, “se” e “cê” se escutam como um. Isso é comum?

    Comment by Marcos Barrera — March 2, 2014 @ 11:17 pm

  41. Eu notei varias frases novas que eu não tinha ouvido. Por exemplo o Lucas diz “opa, fala” eu acho que isso e como dizer “whats up” em inglês. Também Alexandre diz “tudo jóia”, isso e como tudo bem? Eu também queria saber o que significa a palavra “rapaz” e quando se usa.

    Comment by Isabel Suarez — March 2, 2014 @ 11:29 pm

  42. Eu achei que o uso da frase “estou com tempo” é interessante. Como uma faladora de ingles, eu nunca pensaria de dizer “estou com tempo” porque em ingles significa “I’m with time”. Porque eu falo ingles, eu pensaria dizer “tenho tempo” porque em ingles significa “I have time”, qual é alguma coisa que dizeria em ingles.

    Comment by Allison White — March 2, 2014 @ 11:45 pm

  43. Estou um pouco confuso. Quando ele diz, ” já te mostro”, significa “I’ll show you” em ingles né? Mas, por que ele diz “já” em esta frase? Eu achava que “já” signifca “already”. Poderia ele diz “te mostro” sò para signifcar a mesma coisa?

    Comment by Allison White — March 2, 2014 @ 11:53 pm

  44. Gostei muito deste clipe, pois mostra uma diferença cultural ao pedir direções. Nos Estados Unidos, direções específicas são dadas. No Brasil, não é o mesmo senario, as pessoas pedem a outras pessoas para ajudar, mesmo que eles não sabem as instruções.

    Comment by David Cervantes — March 3, 2014 @ 1:03 am

  45. Eles usaram palavras como “cara”, “opa”, “vamos nessa” que eu pensava que teria usada por pessoas mais conhecido.

    Comment by Sara Diamond — March 3, 2014 @ 1:39 am

  46. Pra umas pessoas que nem conhecem, falam muito informal. Quando devo eu falar mas formal??? Tampouco sabia a palavra “opa” assim.

    Comment by Olivia Wiley — March 3, 2014 @ 2:03 am

  47. Observei que os homens falam muito informalmente. Minha pergunta é sobre a palavra cara. Quando uma pessoa usa “cara” com pessoas que não conhece e também as pessoas que sim conhece? E qual é mais comum? Na expressão “Opa, fala” as duas palavras precisam ser juntas para expresar o saudação? Finalmente, você pode explicar mais sobre a palavra pô que é aparentemente outra maneira para dizer “hey.”

    Comment by Alreign Bauzon — June 18, 2018 @ 7:43 pm

  48. O que significa “tudo jóia”? É comum chamar pessoas desconhecidos “rapaz”? Quem usa essa palavra? As mulheres usam essa palavra também? Quando se usa “ficar” vs. “estar” vs. “ser” quando está descrevendo o local de algo/alguém/um evento? O que significa “vamos nessa”?

    Comment by Claire Abs — June 18, 2018 @ 8:16 pm

  49. Para meu entender acho que este foi o vídeo mais fácil para mim. A única palavra que eu não entendi foi ‘drag’. Isso palavra para mim significa um homem que se guste de mulher, mas no vídeo parece que significa o nome de uma rua chamada Guadalupe. Ainda não tenho certeza.

    Comment by Lorraine Torres — June 18, 2018 @ 8:26 pm

  50. Eu percebi que eles usaram “cê” muito. Pode usar cê, tá, tô, etc quando você acabou de conhecer alguma pessoa? Tem uma regra social de isso? Homens usam mais do que mulheres? O que significa “devia falar” e “vamo nessa”?

    Comment by Karen Gardiner — July 2, 2018 @ 4:32 pm

  51. Percebi que eles (e os brasileiros ouvi no Salvador), gostam de juntar as palavras. Então, eles não pronuciar as palavras inteiras mas vão fundir os sons e, nesta maniera, criam uma grande palavra.

    Comment by Ryanne Howard — July 2, 2018 @ 8:45 pm

  52. Quando os brasileiros usam “tranquilo,” é igual a “sem problema?” Com minha família brasileira, sempre usa “relaxa” e “tranquilo” e no início eu achava que era porque eu estava reagindo demais mas depois percebi que usam para tudo. Também, porque será que se tira o “S” em “vamos?”

    Comment by Brendan Chantelois — July 3, 2018 @ 5:46 am

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a comment

Brazilpod  |  2020-06-05, 05:05:04 PM